Vídeos

Loading...

segunda-feira, 8 de abril de 2013

A VERGONHA DA ARBITRAGEM

E mais uma vez Moça Bonita chorou


Peço desculpas por tocar novamente neste assunto. Gosto demais de futebol, minha vida gira em torno disso, e eu odeio discutir arbitragem. Em um mundo perfeito, a arbitragem seria sempre neutra, nunca erraria, nunca seria notada em campo. Infelizmente, no futebol não é assim. Bons juízes são exceções, são lembrados. Descontando o glamour e a mídia que o futebol tem, que outro esporte dá tanta atenção aos juízes? Repito: eles deveriam ser neutros, não deveriam ser notados.

Deixamos claro aqui que não acreditávamos que ele tenha ido apitar com a intenção de aparecer ou de prejudicar, mas já não temos mais essa ideia. 
Falta de preparo, a falta de orientação, a falta de profissionalização desta ocupação: o(s) árbitro(s) do maior esporte do mundo, incluindo erros de português nas súmulas.
Realmente a culpa não é dele, mas do “sistema”, que precisa ser reformulado. Após uma arbitragem confusa, vi, com pesar, elogios por parte de Jorge Rabello, presidente da Comissão de Arbitragem da Federação de Futebol do Rio. Aí complica.
Além do quadro já apresentado, se um garoto passa o ano inteiro sem estudar, na “vagabundagem”, repete o ano no colégio e ainda é elogiado pelo pai depois de tudo isso, a culpa é do pai ou do garoto? Acho que é do pai.

O jogo do Bangu X Boavista no domingo (08/04/2013) pelo Carioca 2013 em Moça Bonita, mostra o quão medíocre encontra-se a arbitragem, e quão passiva e corrupta encontra-se a FFERJ, com seus delegados omissos, e obervadores apáticos e alheios ao comportamento da árbitragem nos jogos, é inadmissível e uma vergonha ter esse senhor Philip Georg Bennett em seu quadro, um árbitro ruim, de forma física fraca e que vem prejudicado inúmeros times no decorrer do campeonato nesse e em outros anos, cartões sem explicações, agressões entre jogadores em baixo de suas vistas sem nem ao menos uma advertência, nem mesmo verbal.


Um grupo de torcedores pretende colocar o Estatuto do Torcedor em prática e mover uma ação civil contra a FERJ, arbitragem, delegado e observador!

Fonte: Bate Bola Alvinegro e Por Amor ao Bangu

Um comentário:

  1. árbitro fraco! Tomara que não seja mantido por muito tempo nos quadros da FFERJ. Sua arbitragem confusa, só vem facilitando confusões.

    ResponderExcluir

Seu comentário passará por analise da administração do blog. Obrigada.